Trrocando Ideias
Você está aqui: Home » Blog

Filtro de Categorias:

Compartilhe no:

Comentário de uma leitora

[…] sobretudo com a clareza do “Sol”, “Errante Avesso”, que flui e reflui na coerência de um homem que busca entre abraços, azares, “Odores”, amores, uma musa que pode ser um trago, um rastro, um “Acaso”, uma “Saudade” sem ser hora, que brinca na madrugada por entre seus dedos, escorrendo como “Uma Lágrima” para o papel, borrando as ilusões, mas sem ter que abortar ideias; sem falsos encontros com o desencontro; vem com a precisão felina do “Gato”, com a certeza da seta que sabe a posição do alvo, um tiro certeiro no coração aventureiro de todo homem que esconde “O rosto” em corpos repletos de si.

Lisi Elaine Carvalho Rodrigues (Empresária)


Poesia: Gaibu (Página 36)
Poesia: Gaibu (Página 36)

Poesia: Gaibu (Página 36)

Mostravam ruínas:
Fortificações históricas,
Feitas de pedras e óleo de baleia.

Só vias o mar inquieto,

Ler mais
Poesia: Beija-Flor (Página 32)
Poesia: Beija-Flor (Página 32)

Poesia: Beija-Flor (Página 32)

Ao Cazuza

Paira no ar

minúsculo pássaro de sangue quente.

Juntam-se frágeis borboletas azuis

Ler mais
Poesia: Músico (Página 122)
Poesia: Músico (Página 122)

Poesia: Músico (Página 122)

Fica,
porque faz bem vê-lo de pé,
exuberante,
em perfeita afinação

Ler mais
Poesia: Pânico (Página 125)
Poesia: Pânico (Página 125)

Poesia: Pânico (Página 125)

Quando os belos olhos, atiçados,
começam a brilhar intensamente,
deitam-se entreabertos
e uma lágrima de mulher

Ler mais

Poesia: Paralelos (Página 19)

Bastou-me a luz tênue,
o grafite tosco, qualquer papel
e o coração a toda vela,
para que um súbito acordar na madrugada,

Ler mais

Poesia: Plural (Página 26)

Havia
um sonhador
em meio à turbulência operária.

Ao ranger do dia,

Ler mais

Poesia: Bem Depois! (página 83)

Do nada,
ela salta de anjo sonhador
para a euforia total; para o ataque mortal.
Ela desatina e faz do sexo seu brinquedo:

Ler mais