Trrocando Ideias
Você está aqui: Home » Blog inicio » Poesia: Plural (Página 26)

Filtro de Categorias:

Poesia: Plural (Página 26)

Compartilhe no:

Havia
um sonhador
em meio à turbulência operária.

Ao ranger do dia,
vinha-lhe a poesia,
que se lhe acumulava na alma,
que se lhe brotava dentre os dedos
embrutecidos e ternos,
e jorrava aos borbotões
a redesenhar a inexorável crença que o alimentava.
Especialistas afirmam
que o ser acossado
desanda a se superar,
e que o desespero o fortalece e renova.

Assim,
a cada centímetro de sua criação,
eclodia legítima e relevante questão
íntima, moral e social,
pronta a deflagrar uma revolução.

Havia ali,
uma autêntica proposta
pela pluralidade,
pela expansão,
pela universalidade da luz,
do ar,
do essencial.