Trrocando Ideias
Você está aqui: Home » Blog inicio » Poesia: Pânico (Página 125)

Filtro de Categorias:

Poesia: Pânico (Página 125)

Compartilhe no:

Poesia: Pânico (Página 125)
Poesia: Pânico (Página 125)

Quando os belos olhos, atiçados,
começam a brilhar intensamente,
deitam-se entreabertos
e uma lágrima de mulher
escorre pela face,
meu coração entra em pânico e desordem.

Afago aquela face magoada,
beijo seu pranto incontido
e acabo também
com os meus olhos n’água.